Rute Moabita na bíblia

 

            Rute: um dos poucos livros da Bíblia que permanece atual
            Depois que os judeus retornaram do exílio na Babilônia, na tentativa
            de manter o judaísmo puro, foi reforçada a xenofobia, reprimindo-se
            ainda mais os relacionamentos interraciais. Este foi o período no
            qual a maior parte dos escritos do Velho Testamento foram colocados
            em sua forma final.

            Ao contrário do que muitos pensam, apesar de
            relatar supostos acontecimentos desde 4 mil anos antes de Cristo, os
            livros do Velho Testamento foram escritos pelos sacerdotes judeus no
            período entre 600 e 400 antes de Cristo, juntando diversos mitos e
            lendas importantes na época com um pouco de veracidade histórica,
            tudo exacerbado com muito nacionalismo.

            Neste mesmo período foi escrita uma história que não deve ser
            verídica, mas que carrega uma das primeiras críticas ao
            segregacioninsmo. Esta história é o Livro de Ruth, que também faz
            parte do Velho Testamento. Nela, Ruth, ao ver sua mãe adotiva passar
            por diversas dificuldades, nunca deixa de prestar-lhe apoio, e
            torna-se símbolo de boa conduta, de caráter, e é sempre mencionada
            pelos que usam a Bíblia como guia moral.

            Só que Ruth é quase sempre
            retratada como uma maravilhosa loira de olhos claros. Em nossa
            sociedade atual, este não é um biotipo que sofreria segregacionismo.

            Ruth era uma moabita. Os moabitas estavam entre os maiores
            adversários dos judeus, tanto política quanto religiosamente, e
            representavam tudo o que era ruim aos olhos dos mesmos.
            Para que possamos hoje compreender verdadeiramente a moral contida
            no Livro de Ruth, talvez o melhor retrato desta seria o de uma
            mulher negra e pobre, que passa por inúmeras provações até conseguir
            vencer na vida e ajudar sua família. Neste formato, o Livro de Ruth
            continua válido até hoje, já que o segregacioninsmo está longe de
            acabar em suas várias formas.

            Sobra a pergunta: Se o Livro de Ruth coloca um pensamento contrário
            ao dos patriarcas do judaísmo, porque foi incuído no Velho
            testamento? Acontece que os escritores da bíblia não viviam no
            limbo. Como o livro de Ruth se tornou extremamente popular entre o
            povo, eles preferiram adotá-lo do que tentar difamá-lo, o que seria
            muito difícil. Isso acontece com diversos trechos da Bíblia, e é
            umas das principais razões dos inúmeros conflitos e incongruências
            contidas no corpo da obra literária mais importante de todos os
            tempos.

            (texto anônimo)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s