O Novo Milenio

Um ponto importante para consideração em futuros planejamentos, é que a Terra é um organismo vivo, exatamente como vocês e eu, e possui sua própria consciência. No futuro, ela desempenhará um papel crucial em nossa sobrevivência. Sem dúvida, ela está apreensiva sobre a capacidade potencial da humanidade para destruir sua soberania. Sua precedência na sobrevivência é grande, ou maior do que a nossa. Muitas vezes, nos últimos trinta e quatro anos, tenho advertido meus ouvintes de que o planeta ascenderá para a Quarta Dimensão, conosco ou sem nós. A escolha é nossa. Sem dúvida, sua soberania e segurança contra a insanidade do homem é um dado, pois sua destruição, com os subseqüentes resultados desastrosos para o resto da galáxia, poderia ser catastrófica.
A afirmação seguinte é, sem dúvida, a mais importante de todas. No Começo, no Agora, e no Fim, era e agora é, o Amor Incondicional. Ele é a suprema e não adulterada consciência e a essência do Criador. Aqueles que podem aceitar esta grande verdade sobreviverão pela eternidade, assim como Jesus.
No início, todos os pensamentos são amorfos, implorando a realização de que vocês são o arquiteto. Sejam cuidadosos e precisos em sua implementação. Não deixem pontas soltas; a instabilidade e o caos podem ser o resultado. Sejam generosos, criativos e corajosos em seus pensamentos. Mantenham o Amor, a Luz e o Equilíbrio como sua essência.

Até certo ponto, nós definimos algo do que pode ser esperado no futuro relativamente próximo, bem como as práticas que se realizam no Agora. Todavia, essas mudanças inovadoras todas contêm surpresas reformadoras do que está para vir. Estejam preparados.

Essas surpresas aplicam-se também igualmente àqueles que procuram nos cativar e controlar. É verdade que eles pareceriam ter um conhecimento e uma consciência de arcano maiores do que nós, as pessoas comuns e, é claro que eles tem um registro superior. Não obstante, eles também são vulneráveis e se tornarão cada vez mais, enquanto recuperamos nossa soberania e poder legítimos.

Em seu Handbook for the New Paradigm, George Green faz uma afirmação muito profunda. Parafraseando-o, diria que estamos tentando mudar o que está presente, em vez de desejar criar uma experiência inteiramente nova. Isso resume onde estamos atualmente e onde estivemos. Por nenhum esforço de imaginação fomos criativos, generosos ou suficientemente inovadores na conduta diária de nossa vida pessoal aqui na Terra. Fomos preguiçosos, relacionando as mudanças necessárias com a menor quantidade de esforço ou intento, escolhendo reformar ou modificar seu atual estado, em vez de buscar algo inteiramente novo. Ao seguir esses caminho complacente, nós posteriormente tornamo-nos vítimas, para grande alegria de nossos controladores.

Essa complacência, essa temeridade e falta de disposição para mudar as coisas que podemos mudar para a melhora do todo, é uma armadilha. No Agora e no Futuro, não podemos permitir que essas medíocres práticas e atitudes prevaleçam, pois quase certamente falharemos em nossa missão de vida e para a vida. Existe uma prece freqüentemente citada no mundo inteiro, que é, em alto grau, aplicável aqui:

"Concedei-me, Senhor, a serenidade necessária para aceitar as coisas que não posso modificar; coragem, para modificar aquelas que posso, e sabedoria para distinguir umas das outras."

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s