A Síndrome do Pânico

A Síndrome do Pânico

 

A Síndrome do Pânico ocorre geralmente quando há uma descarga de substâncias que existe no sistema nervoso, e que em situações de estresse são produzidas em excesso, desencadeando sintomas físicos que por sua vez desencadeiam o medo. Pode-se dizer que a Síndrome do Pânico é uma forma atípica de doença depressiva.

 

Existe uma faixa etária predominante de 20 à 40 anos de ambos os sexos que desenvolvem a síndrome com maior frequência.


A Síndrome do Pânico é o conjunto de respostas físicas e emocionais à conteúdos internos que você não esclareceu ou simplesmente tem dúvida. Dessa forma, nos momentos de estresse, o indivíduo fica desequilibrado emocionalmente, dando espaço ao seu subconsciente. Por isso, mesmo que a pessoa não queira sentir os sintomas acaba sentindo, pois o impulso é inconsciente.

 

É comum a pessoa sentir que está em outro lugar, fora de si, com formigamentos, entre outros sintomas. Realmente, a pessoa não está ali.

 

Possuímos diversos veículos de manifestação além do corpo físico (corpo energético, emocional e mental). Essa sensação desagradável é do seu corpo emocional manifestado no corpo físico.

 

Sintomas Comuns

 

• Taquicardia;

• Sudorese;

• Falta de ar;

• Tremor;

• Fraqueza nas pernas;

• Ondas de calor e frio;

• Tontura;

• Pensamentos negativos;

• Medo de sentir medo;

• Dor ou desconforto torácico;

• Descentralização ou sensação de irrealidade;

• Entre outros.

 

Ao sentir os sintomas a pessoa passa a ter medo de sentí-los novamente, sendo que o medo enfraquece ainda mais a consciência do indivíduo.

 

É comum a pessoa evitar lugares e situações específicas, justamente para não sentir os sintomas.

 

Também podem surgir pensamentos depressivos tais como: "Sou estranho(a).", "Será que estou ficando louco?". Tais pensamentos podem colaborar ainda mais para sentimentos desagradáveis como: angústia, complexo de inferioridade, baixa auto estima, tristeza etc.

 

Tratamento

 

Existem tratamentos através de remédios que tem como objetivo eliminar os sintomas.

 

Como a Síndrome do Pânico não se limita só aos sintomas, aconselhamos a pessoa a procurar uma Terapia Transpessoal, onde é trabalhado a expansão da consciência e regressão de memória, justamente para resgatar a parte inconsciente que gera os sintomas.

 

O melhor tratamento é a Consciência. Quando enfrentamos de frente o que nos prende, passamos a desmascarar todo e qualquer tipo de impulso indesejado. Portanto, não adianta continuar sustentando a máscara, pois uma hora ou outra ela pode sufocar você.

 

Autor: Elaine Lilli Fong

Instituto União

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s